Parceiros Alan Pereira Chronos Games 2004 Zeegamers Brazucagamer Gaga Games Jornada Mega Drive Retro Players N-Party Game Senior QG MasterEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

Vapor Trail

Reviews — By alanpereira on 12 de setembro de 2012 12:00

Vapor Trail (c) 1991 Telenet.

História

1999: Uma organização terrorista conhecido apenas como DAGGER ocupou a cidade de Nova York, onde eles têm invadido as defesas militares americanas, estabeleceram o seu próprio comando e obtiveram acesso ao silos de mísseis nucleares. Eles têm o mundo como refém nesta posição e prometem cancelar as suas ameaças de destruir a Terra somente quando os governos do mundo renunciarem ao seu poder e entregarem o controle à DAGGER. A Unidade Aérea das Forças Especiais é chamada para atacar as instalações controladas pela DAGGER e destruir suas defesas na sede da ONU em Nova York. Até então, a cidade permanece em silêncio.

O jogo pode ser jogado por 2 jogadores que controlam os caças a jato simultaneamente (SHMUPS). Existem 3 tipos de jatos variando as classes entre velocidade e poder de fogo:

  • Silph – É a aeronave mais equilibrada. Seus disparos seguem sempre para frente e são mais espalhados.
  • Valkyrie – Carrega mais poder de fogo. Seus disparos se concentram mais ao centro da aeronave.
  • Seylen – É capaz de voar em alta velocidade. Seus disparos seguem duas direções focalizando mais tiros para a frente e disparando dois tiros pela sua parte traseira.

Upgrades de armas estão disponíveis durante todo o jogo, variando de mísseis teleguiados, metralhadoras, lança-chamas e muito mais. Cada jato pode também ativar o escudo manualmente em momentos difíceis.

Os jogadores têm quatro tipos diferentes de armas:

  • Vulcan – Arma do jogador padrão que dispara para a frente, mas pode destruir grandes grupos de inimigos, dependendo do jato selecionado e se o power-up estiver no máximo.
  • Bomb – Arma explosiva que mantém o padrão de disparo para todos os jatos, mas possui aumentos da contagem de lançamento (número de vezes que podem ser disparadas de uma vez) quando atualizados com power-ups.
  • Defender – Uma arma de cluster-shot explosivo que circunda o jato do jogador e continua a mesma trajetória até sair da tela. Quando atualizada, melhora muito a quantidade de tiros.
  • Missile – Mísseis teleguiados de múltiplas direções do jato. Dependendo do jato escolhido, toma diferentes posições de disparo.

Cada jato está equipado com um dispositivo de roll (evasão), que lhes permite ficar em segurança por um tempo limitado, escapando de tiros e contato com os inimigos. Depois que o roll é usado, ele leva um tempo para carregar e poder ser usado novamente. Os jogadores também têm a opção de usar o S-Unit, um anexo de arma que habilita um tiro especial para seu jato. Dependendo da nave escolhida, o efeito é diferente:

  • Silph S-Unit – Dispara tiros em forma de ondas diagonais em uma formação em V.
  • Valkyrie S-Unit – Dispara um poderoso lança-chamas em linha reta.
  • Seylen S-Unit – Dispara uma série de tiros em forma de seta com quatro disparos a partir da frente, dois disparos das laterais e frontais, e dois disparos pela traseira da aeronave.

Uma vez que o S-Unit esteja equipado, o jogador não pode usar suas armas anteriores, a menos que a S-Unit seja detonada; para isso, basta apetar o botão de acionar o roll. Detonar a S-Unit não prejudica o jogador, mas isso destrói e danifica todos os inimigos na tela.

Gráficos

Para a época, a Telenet fez um verdadeiro milagre com a parte gráfica desse jogo. Ele possui todos os cenários e boa parte dos detalhes do ARCADE estão presentes. É possível notar a falta de alguns frames e a coloração bem inferior, mas mesmo assim o jogo surpreende por ter vários quesitos que quem gosta de um SHMUPS procura sempre nesse tipo de jogo.

É possível notar as diferenças gráficas, e o detalhe principal na versão caseira: o jogo recebeu um barra lateral, onde fica o marcador de pontos, energia e vidas de cada jogador. E alguns detalhes de dois chefes foram retirados devido à limitação da época. O Chefão do estágio 3, um míssil gigante que é disparado, possui em sua versão de fliperama várias partes a serem derrotadas, enquanto no Mega Drive o jogador já enfrenta a sua última parte, que é um satélite. E o último chefe do jogo possui 3 formas; no Mega Drive só se enfrenta duas.

Versão Arcade

Som

Por incrível que pareça, o som desse jogo é muito bom. Diversos efeitos diferentes, porém a trilha sonora não muda muito, sendo sempre a mesma para os estágios e a mesma para todos os chefões. A única vez que ela se altera é no final, onde a música do chefão já começa desde o início.

http://www.youtube.com/watch?v=XG1c2U4ld2Y

A trilha é sempre a mesma, porém ela não é cansativa e combina muito com a ação frenética do jogo.

Na minha humilde opinião, acredito que a trilha sonora do Mega Drive ficou mais interessante que a versão ARCADE. Eu ainda hoje vivo assoviando essas duas músicas que sempre me fizeram vibrar enquanto eu jogava.

Jogabilidade

Se o gráfico e o som eram bons, nem preciso dizer que a jogabilidade era tão rápida e precisa como no ARCADE, possuindo alguns bugs que vieram direto dos fliperamas. Tudo estava lá: movimentação das naves, inimigos rápidos e que fazem qualquer jogador experiente suar para vencê-los.

O jogo era bem desafiador, possuindo apenas duas dificuldades: “EASY” e “HARD”. Sendo que jogar a primeira opção já possuía seus desafios, mas na difícil era necessário reaprender o jogo, pois ele mudava drasticamente. Esse é um dos poucos jogos que pra mim ficaram melhores no console da SEGA do que no ARCADE.

Controle

O controle é bem simples. O jogo tem apenas dois botões funcionais: tiro e especial (roll). Na versão caseira, temos a adição de mais um botão com função rapid-fire, facilitando a vida daqueles mais preguiçosos. A movimentação é precisa. Cada aeronave tem uma velocidade padrão que pode ser aumentada ou não (power-up).

Replay

Esse jogo é muito bom. Possui as qualidades dos grandes jogos do mesmo estilo, controle simples e jogabilidade muito bem feita. O hit dos ARCADEs veio com tudo e trouxe mais um clássico para os proprietários do Mega Drive. Com certeza esse jogo merece ser jogado mais de uma vez, ainda mais porque possibilita dois jogadores simultâneos, trazendo uma nova gama de estratégias.

Curiosidades

Nos ARCADEs o jogo foi produzido pela DATA EAST, que já tinha portado vários de seus jogos para o console, porém a conversão ficou a cargo da Telenet.

Este jogo é conhecido no Japão como: “Kuhga – Operation Code Vapor Trail”.

No jogo japonês, a organização DAGGER se chamava RAGNAROK.

O Flyer do ARCADE no Japão foi utilizado como a arte da capa do jogo:

Série de jogos:

Kuhga – Operation Code Vapor Trail (1989)

Rohga Armor Force (1991)

Skull Fang (1996)

Saiu para:

Consoles

Sega Mega Drive

 

Tags: , , , , , , ,
Sobre o Autor: alanpereira
Author Image
Alan Pereira Uma pessoa entusiasmada com a vida e o seu trabalho. Como profissional gosto de fazer bonito, mas com muito critério e criatividade. Meus projetos se definem em 3 fases: - Entender o processo e espelhar o meu cliente para saber qual a sua verdadeira necessidade. - Pesquisar, juntar informações e conhecer tudo que está ligado direta e indiretamente ao projeto. - Refletir, sintetizar e criar uma solução que atenda as expectativas do cliente e seu foco. Estou sempre antenado, procurando constantemente o que há de mais novo e útil para agregar valor ao desenvolvimento e a excelência dos meus trabalhos.
  • http://megadriveexe.blogspot.com.br/ Ryuuzaki K.

    Fala amigo Celso!

    Cara esse game eu nem conhecia direito, e bom saber pois tem alguns games que passam despercebidos e você so nota quando passa alguma matéria. Pelo que eu vi eu gostei sim desse game já pelo fato de ser game de naves, tiros e muito inimigos dificeis já gostei claro que como você falou os gráficos ficaram iguais mesmo e o som eu vou jogar para conferir pois como já dito sou muito chegado ao som dos jogos e se forem bem trabalhados minha nota não é 10 e sim 1000.

    Eu vou jogar esse game para lembrar dele mais fora que eu acho que teve um cartucho original japonês sendo vendido no mercadolivre já faz uns meses mais se era ele mesmo o cara tá com uma reliquia em mãos.

    Gostei dos gráficos do jogo só pelas fotos deve ser muito bom e ta demais a matéria, esperamos muitas dessas e valeu galera até mais.

    • http://www.comunidademegadrive.com.br Celso Affini

      Fala Ryuuzaki!!!

      E sempre assim meu amigo, eu mesmo me surpreendo com as jogos que existem e não tive o prazer de joga-los ou conhece-los. E bom sempre descobrir algo interessante e legal exatamente por isso. Bem, faça o teste jogue e versão ARCADE e depois jogue a versão MEGA DRIVE, você notará esses pontos que reforço na materia.

      Curta a jogatina e me conta como foi depois… FUI!!!

  • http://fortes89.blogspot.com Istemthebronx

    Vou procurar jogar esse jogo aê Celso. Conheço esse game aê não. Contudo, deve ser um shump difícil pra cacete como o Gaiares. Mesmo assim, tou curioso pra jogar ele.
    Boa matéria Celso!!

    • http://www.comunidademegadrive.com.br Celso Affini

      Lucas, esse jogo nem e tão dificil assim, mais a diversão dele pode ser maior que a de Gaiares… Pelo modo TWO PLAYERS, confere o jogo que na proxima vez que vc aparecer aqui em caa jogo ele com vc… Tenho ele em cartucho… hahaha.

  • Leandro

    Muito boa resenha, Celso. Parabens!! Esse é um dos meus jogos preferidos do estilo, no Mega Drive. Posso esta exagerando, mas eu credito esse game como um dos melhores do estilo daquela geração. Voce disse bem sobre o som e gráficos do jogo. É de extremo bom gosto os gráficos, o som muito bom e empolgante ( casou perfeitamente com o estilo ), jogabilidade facil de pegar ( o que é muito importante em jogos de “nave” ). A primeira vez que joguei esse game foi la pelos idos de 92/93. Desde ali me tornei fã desse jogo (jogo ate hoje ). Procuro esse cartucho faz um bom tempo, sendo muito dificil de encontra-lo ( pelo menos eu ainda não consegui achar rs ) ). Na minha humilde opinião é uma das melhores conversões ja feita para um console ( assim como Sonic Wings – SNES ). O que tb me atraiu no game é o equilíbrio na dificuldade, pois não são todas as fases difíceis ou fáceis ao extremo. Requer reflexo em certas partes do jogo ( onde os tiros são disparados a esmo pelos inimigos ). Ate confesso que adoro isso hehe pois faz com que o jogador demonstre habilidade e ser rápido para escapar dos tiros inimigos. Pelo menos pra mim a jato Silph é o melhor todos ( combinado com aquele disparo ( algo como bolhas que são atiradas pra todas as partes ). É bom tb ser ressaltado que os “sps” deixam as naves rapidas na medida certa ( pegando o suficiente para tal ). . Enfim acho que todo fã do estilo deveria conhecer. Valeu!!!

    • http://www.comunidademegadrive.com.br Celso Affini

      Muito obrigado Leandro, esse jogo também e um dos meus preferidos e sou louco para pegar o cartucho original… Tenho um piratinha aqui, mas não me desfaço dele jamais.

      O bacana desse jogo está na conversão quase que perfeita fora os elementos que o proprio MEGA DRIVE destacou com maestria. Mas sou também da sua opinião e um shmup memoravél e considero um dos melhores pro console.

      Diferente de você eu jogo com a “VALKYRE” que tem o lança chamas quando pega o “POWER”, também utilizo o tiro “DEFENDER” que se pegar bem de perto nos chefões e morte em 3 , 4 tiros.

      Bem, espero que esse tipo de “REVIEW” faça com que muitos conhecçam jogos novos e possam desfrutar do mesmo prazer que sentimos até hoje ao jogar um jogo como esse. FUI JOGAR ELE AQUI!!!

  • http://www.comunidademegadrive.com.br Daniel Demonho

    De um tempo para cá eu fui tentar compreender o significado de alguns títulos de jogos, como o Vapor Trail, por exemplo, e descobri que, traduzindo é Trilha de Vapor e esta trilha de vapor é a mesma produzida pelos aviões em altitudes altissimas, ou de cruzeiro.

    Agora, pena, que isso não mostra no jogo… rs

    • http://www.comunidademegadrive.com.br Celso Affini

      Realmente os títulos de alguns jogos não fazia sentido, mas na versão japonesa o nome: “Kuhga – Operation Code Vapor Trail” que faz sentido em um ataque rápido e preciso as aeronaves precisariam de alta velocidade deixando o rasto de fumaça que todo avisão a jato deixa no ceú.

      • http://www.comunidademegadrive.com.br Daniel Demonho

        Agora faz sentido… OPERAÇÃO TRILHA DE VAPOR, na versão inglesa, só Vapor Trail, fica sem sentido.

        • http://www.comunidademegadrive.com.br Celso Affini

          Com certeza… Você sabe algumas vezes os japas tinham bons nomes para jogos, pena que não era sempre… hahaha.

  • http://levelmais.com/coluna/parabolica/ Ivan Vockt

    O “Theme track” linkado alí é delirante ! [\o/]

    • http://www.comunidademegadrive.com.br Celso Affini

      E esse theme linkado e o da versão console… Se você ouvir a versão ARCADe os timbres e o baixo são bem diferentes, eu sou um apoixonado por isso no MEGA DRIVE, enquianto alkguns não suportam seu áudio eu deliro nessas músicas.

  • http://www.facebook.com/dani.lima.12 Dani Lima

    nao e por nada, mais jogo demais esse game vicio total nele!!!
    muito bom esse game!

    • celsoaffini

      Com certeza eu sou viciado nesse jogo também, e antes de joga-lo no Mega Drive, já jogava nos ARCADE´s.

Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On Google Plus